GitHub, Hackathon e Coding Dojo: códigos co-criados e aprendizado compartilhado

28-02-13-hackatonCriatividade, inovação e produtividade são alguns dos benefícios atribuídos a implementação de novas técnicas no dia a dia de uma empresa de TI. Diego Pacheco, arquiteto de software e líder da área de desenvolvimento da ilegra, deu algumas dicas sobre práticas colaborativas e falou um pouco sobre Github, Hackathons e Coding Dojo. Saiba mais sobre o assunto que foi incorporado pela área de desenvolvimento de software da ilegra.

Segundo seu site oficial (http://github.com/) o fenômeno GitHub é uma plataforma de desenvolvimento de software e revisão colaborativa. Pacheco diz que a grande diferença e motivo do sucesso do Github está nos desenvolvedores participarem de uma comunidade e na possibilidade de compartilharem informações. O uso do serviço pode ser incorporado na rotina de trabalho e permite visualizar alterações em projetos, identificar “bugs” nos códigos criados, utilizar ferramentas para tracking de erros, gerar documentos e prestar suporte a sites.

A eficiência de grandes grupos trabalhando em conjunto nas empresas é geralmente baixa e o uso de ferramentas como o Github contribui para a união e desenvolvimento de novas competências coletivas, complementa Pacheco. Os colaboradores podem desenvolver projetos pessoais e investir em habilidades que contribuem para o plano de carreira profissional.

Grandes comunidades ativas como Linux, Java, Python e PHP integram essa rede Open Source. Existe um número significativo de seguidores por trás dos projetos e as empresas estão atentas em participar deste movimento. De acordo com Pacheco a comunidade geral de usuários que antes estava descentralizada nos sites de empresas e códigos agora estão unidas no Github.

Hackathons

Uma outra prática criativa que tem feito sucesso na ilegra é o hackathon. Trata-se de um laboratório aberto, colaborativo, de criação e experimentação para usuários que procuram redefinir o futuro através da inovação e tecnologia. Programadores e outros participantes da área de desenvolvimento de software trabalham em conjunto e de forma intensa em um projeto. O hackathon na ilegra ocorre sem muitas regras, em lugares diferentes e tem como foco a criatividade, engajamento e colaboração, onde surgem ideias diferentes de produtos e serviços.

O objetivo principal é criar software “usável” que comumente são organizados com intuito educacional ou social. Uma referência na área é a ação da Random Hacks of Kindness (http://www.rhok.org/), que visa identificar alternativas para entidades sociais ao redor do mundo, por meio do desenvolvimento de soluções tecnológicas open source práticas. Está nos planos da área de desenvolvimento da ilegra a criação de um evento com cunho solidário, afirma Pacheco.

Coding Dojo

Outra prática utilizada pela área de desenvolvimento da ilegra é o Coding Dojo, um encontro onde um grupo de programadores se reúne para trabalhar em conjunto em um desafio de programação. Eles estão lá para se divertir, e, através de uma metodologia pragmática, melhorar suas habilidades de programação e de trabalho em grupo.

Segundo Pacheco, a ideia do Dojo é focar na execução, disciplina, técnicas novas e aplicação dos métodos ágeis corretamente. Existem regras, tempo determinado e os integrantes têm o mesmo projeto como foco, ao mesmo tempo. A liderança do grupo fica a cargo do “sensei”. O software necessita de criatividade, mas também deve entregar tudo no prazo, de forma completa e produtiva. Essas duas práticas (hackathon e dojo) auxiliam no desenvolvimento dos profissionais e cada uma delas exige aspectos diferentes”, finaliza.

A ideia ao implementar estes tipos de práticas na rotina da ilegra é buscar inovação, romper barreiras e enxergar problemas de modo diferente e livre. A vantagem que se tem ao incentivar projetos assim dentro da empresa está em aplicar aprendizados e disseminar o conceito de colaboração e criatividade.