ilegra promove inovação social orientada pelo design

header-materia-ACM

A ilegra tem um de seus pilares no incentivo ao desenvolvimento e capacitação de seus colaboradores, o que tem proporcionado ações e conquistas importantes. Os conhecimentos da equipe são sempre colocados à disposição dos projetos de clientes para conceber soluções inovadoras e pensar antes do software. A empresa apostou em sua expertise para ser utilizada a fim de promover inovação social orientada pelo design, acreditando que os resultados gerados podem causar impacto na sociedade, promovendo responsabilidade e a inovação social. A equipe de design da ilegra conduziu dois workshops na Associação Cristã de Moços (ACM), visando conceber novas formas de captação de recursos, bem como maneiras criativas de aumentar a visibilidade dos projetos sociais da instituição.

O objetivo era difundir as habilidades internas do time de design, em um trabalho de consultoria, buscando um projeto social para contribuir com técnicas de ideação. A metodologia utilizada pela equipe da ilegra é facilmente aplicável desde um projeto de concepção de uma solução tecnológica inovadora, que está em seu dia-a-dia, até promover inovação social orientada pelo design. A ACM foi a opção em função do conhecimento prévio e da proximidade física entre a sede da empresa e da Associação em Porto Alegre.

Como foco inicial, foi trabalhada a visibilidade e a imagem que a ACM tem enquanto ONG – já que ela é mais conhecida pelos serviços privados (academia, escola) que oferece. Como tornar mais conhecidos esses projetos sociais foi a tônica do primeiro workshop, que contou com a atuação de voluntários e colaboradores de diversas áreas da ACM. O segundo encontro tratou de captação de recursos, com debate sobre captação hoje, ferramentas online e utilização de técnicas para geração de ideias e prototipação.

Para a designer da ilegra, responsável por idealizar e conduzir a iniciativa, Lais Célem a experiência foi intensa e muito proveitosa. “Primeiro, porque tivemos que pensar completamente fora da caixa e do nosso universo, o que já foi um exercício interessante. E fazer um trabalho em prol de uma causa importante nos impactou, a ACM atende quase duas mil pessoas em situação de vulnerabilidade social. É um trabalho que tem potencial para ser mais conhecido. Os colegas ficaram muito contentes por participar”, conta. Antes da realização, houve três encontros e Lais fez uma visita a um dos projetos sociais da ACM. “É algo bem trabalhoso, que exige muito tempo, mas é recompensador”, finaliza Célem.

Angela Aguiar,  gestora da Área de Desenvolvimento Social da ACM, diz que houve um encontro feliz. “A ilegra entrou com sua experiência, buscando conhecer melhor este cenário de terceiro setor, e nós com a nossa expertise e a ideia de que estamos sempre buscando capacitação e qualificação”, afirma.

A ACM, segundo Angela, busca muito parcerias que visem ir além do aporte de recursos, numa linha de socialização do conhecimento, o que é muito bem-vindo na área social. “Temos uma bandeira de transformação da sociedade que certamente passa pelo financeiro, mas muito mais pelo comportamento e pela mudança de cultura. Esta parceria com a ilegra agregou conhecimento e fortaleceu o capital intelectual da equipe da ACM, e posso dizer que a ACM também deixou um legado junto à ilegra”, avalia. “Impactamos mais de trinta pessoas, e Moacir Sclyar já dizia: a melhor ajuda é aquela que estimula a dignidade da pessoa. Foi um primeiro passo para num futuro poder, quem sabe, fortalecer a parceria com novas perspectivas”, finaliza.   


Sobre a ACM – A Associação Cristã de Moços é uma instituição ecumênica, filantrópica, de assistência social e de atividades educacionais, sem fins lucrativos, que congrega pessoas sem distinção de raça, posição social, crença religiosa, política ou de qualquer natureza. Presente nos cinco continentes, está localizada em 119 países, tem 11.220 sedes, conta com mais de 58 milhões de membros, mais de 96 mil colaboradores e mais de 725 mil voluntários. Durante sua história, a ACM deu inúmeras contribuições para a humanidade, como a criação do vôlei, basquete e futebol de salão, além de ter recebido o Prêmio Nobel da Paz em 1946.